Tipos de cárie: entenda quais são e como se prevenir

Restauração Dental Em Porcelana Fratura

A cárie dentária afeta inúmeras pessoas ao redor do mundo. Essa condição consiste basicamente na deterioração do dente, que pode ser causada ou agravada pelo tipo de alimento ingerido, genética, ou mesmo pela qualidade da higiene bucal do indivíduo.

Existem três tipos de cárie: a coronária, a radicular e a recorrente. Quer aprender um pouco mais sobre cada um e como se prevenir? É só continuar lendo este post!

O que é cárie?

O termo “cárie” refere-se ao processo de deterioração de um dente. A partir do acúmulo de detritos sobre a superfície dos dentes, há uma maior proliferação das bactérias presentes na boca, que por sua vez se utilizam desses restos de alimento para produzirem energia.

Um fator crucial na prevenção de cáries é justamente a higiene bucal, que se for inadequada pode favorecer a proliferação bacteriana. Essas bactérias produzem substâncias ácidas, que têm a capacidade de deterioração dos dentes, formando assim um quadro de cárie dentária.

Também existem outros fatores que podem acabar favorecendo o desenvolvimento dessa condição. Podemos citar uma dieta rica em carboidratos e a predisposição genética do indivíduo como fatores relevantes no desenvolvimento de cárie dentária.

Além disso, destacamos a importância do flúor na água e no creme dental utilizados. O acúmulo de flúor forma cristais de proteção sobre os dentes, o que dificulta muito a ocorrência da deterioração dentária por parte das substâncias corrosivas produzidas pelas bactérias da boca.

Quais os tipos de cárie?

Coronária

A cárie coronária é a mais frequente, e pode ocorrer tanto em adultos como em crianças. Esse tipo de cárie dentária se caracteriza pelo acometimento da superfície de mastigação dos dentes, ou  seja, na coroa e na superfície de contato entre os dentes.

Por ser mais superficial, esse é considerado o tipo de cárie de mais fácil tratamento, uma vez que pode ser identificada mais rapidamente pelo dentista, além de ser um local de mais fácil acesso aos recursos utilizados para o tratamento.

Radicular

A cárie radicular ocorre com mais frequência em adultos e idosos. Ela está diretamente associada à progressiva retração das gengivas com o avançar da idade, o que faz com que a raiz dos dentes esteja mais exposta.

Dessa forma, a cárie radicular afeta diretamente a região da raiz dos dentes. Isso pode ser mais grave, tendo em vista que, diferentemente da coroa dental, a raiz não está revestida por esmalte e, assim, está mais susceptível à deterioração.

A utilização frequente e diária do fio dental tem relação direta com a prevenção desse tipo de cárie. O item impede que haja a formação de tártaro, o que previne não só a formação de placa bacteriana, como também a própria retração das gengivas.

Recorrente

Trata-se de uma cárie associada ao acometimento recorrente de uma mesma região. Geralmente, esse tipo de cárie afeta áreas de maior acúmulo de placa bacteriana, como áreas em que existem restaurações.

Sendo assim, a melhor forma de prevenção é também uma maior atenção com relação à higiene dental.

Como identificar uma possível cárie?

Por acometer diretamente a superfície dentária, a identificação da cárie é realizada a partir da análise da possível presença de fóssulas ou fissuras no esmalte dentário. Porém, somente um dentista pode afirmar com certeza se há ou não a presença de cárie no paciente, além da região acometida muitas vezes não estar visível diretamente.

Dessa forma, além de dar mais atenção à higiene bucal após todas as refeições, é extremamente importante realizar visitas periódicas a uma clínica ou consultório odontológico. Somente a partir da avaliação do dentista será possível prevenir e cuidar da maneira correta de sua saúde bucal.

Gostaria de compartilhar em sua rede social?

É só clicar no ícone ao lado para compartilhar

Site criado pela Eriansoft - Todos os direitos reservados.