Plástica gengival: conheça os tratamentos para corrigir e alinhar gengivas.

Plastica Gengival Post Blog

A plástica gengival conta com diversas técnicas cirúrgicas para nivelar e alinhar gengivas. Conheça as indicações, prós e contras, antes-e-depois e outros detalhes do tratamento ideal para obter um sorriso mais harmônico e marcante.

Plástica gengival, um procedimento mais do que essencial.

Na busca por sorrisos marcantes, um procedimento vem merecendo cada vez mais atenção. Trata-se da plástica gengival, um conjunto de técnicas cirúrgicas para nivelar e alinhar gengivas imprescindível para harmonizar os resultados de tratamentos com laminados cerâmicos, próteses dentários e implantes ósseointegrados com o rosto – e com o jeito de ser dos pacientes.

A cirurgia plástica gengival abrange desde pequenos procedimentos para corrigir as gengivas de um único dente a até mesmo eliminar o sorriso gengival – o que faz dela uma alternativa terapêutica de uso quase diário no consultório odontológico. E para ter uma ideia mais ampla das indicações deste tratamento, bastar conhecer um pouco as situações em que a técnica trará ganhos estéticos ao seu sorriso:

✓ alinhar e nivelar gengivas;

✓ eliminar ou aliviar o sorriso gengival;

✓ recobrir raiz dentária exposta  por retração gengival;

✓ recuperar dentes e raízes dentárias fraturadas e cariados;

✓ melhorar estética de gengivas que circundam implantes dentários.

As técnicas para alinhar e nivelar gengivas.

O alinhamento e nivelamento gengival, dois procedimentos diferentes de plástica gengival, são essenciais à harmonia do sorriso em diversas situações. Enquanto o primeiro alinha as gengivas entre si e com as linhas dos lábios, o nivelamento equaliza os volumes gengivas em áreas com perdas ósseas por perdas dentárias.

Tratamentos com prótese dentária fixa em porcelana, faceta dentária laminada e lente de contato dental, por exemplo, trazem resultados mais otimizados quando acompanhados por procedimentos cirúrgicos de correção e harmonização das gengivas – ou simplesmente para melhora estética em dentes naturais sem necessidade de correções estéticas.

A plástica gengival conta com várias técnicas, e que podem ser agrupadas em procedimentos como a gengivectomia, gengivoplastia e uso de enxertos de gengiva ou osso. Também pode ser incluída nesta lista a utilização ácido hialurônico para preenchimento tecidual – uma técnica recente com múltipla utilidade em odontologia. Veja as características mais importantes de cada uma delas – e como elas são indispensáveis para sorrisos mais harmônicos e marcantes.

gengivoplastia

É a técnica mais simples e com recuperação mais rápida entre as disponíveis para plástica gengival. Realizada por recorte direto de gengivas desalinhadas ou em excesso, é indicada para ser realizada em um ou mais dentes assim em pequenas correções estética ou em procedimentos mais complexos como a correção do sorriso gengival.

gengivectomia

Nesta técnica, além do recorte das gengivas, é removido o osso que contorna raízes e coroas dentárias. Indicada para modificações estéticas mais extensas, tem como objeitivo alinhar e nivelar gengivas que exigem correções mais intensas, como o sorriso gengival severo.

enxerto gengival

O enxerto gengival é indicado para procedimentos que vão desde o recobrimento de raízes expostas por recessão gengival à recuperação estética de gengivas escurecidas pelo metal de implantes dentários e próteses dentárias fixas – ou dentes escurecidos após tratamento de canal. Outra indicação bastante comum para esta técnica é recuperar danos estéticos decorrentes de perdas ósseas após extrações dentárias.

ácido hialurônico

O fechamento de espaços entre dentes pelo preenchimento (aumento de volume) de gengivas com ácido hialurônico é uma das indicações do ácido hialurônico – um procedimento que pode dispensar a cirurgia plástica gengival para tratamento da retração gengival. Diastemas (espaço natural entre dentes) ou pequenas recessões gengivais também são situações que podem ser associadas à plástica gengival para obter resultados mais eficientes e marcantes.

DT Oct15 Surgical Crown EY.indd
Gengivoplastia: simplicidade e recuperação rápida da plastica gengival para recuperar a estética do sorriso.

Gengivoplastia e gengivectomia.

Duas técnicas comuns à plástica gengival simples constituem a base para a maioria dos procedimentos para nivelamento e alinhamento das gengivas: a gengivoplastia e a gengivectomia. Diferente da primeira, a gengivectomia remove, além da gengiva, uma parte do osso que contorna as raízes ou coroas dentárias que pode ser essencial para construir um novo design ao sorriso.

A remoção do osso ao redor das raízes e coroas dentárias exige indicação precisa. Não à toa, além dos exames clínicos para mensurar o comprimento das gengivas, exames radiográficos precisos – como tomografias – são importantes para que o dentista remova apenas o essencial, sem riscos para danos estéticos e funcionais decorrentes na falhas nesta etapa.

Por outro lado, a gengivoplastia, a técnica de plástica gengival que remove apenas a gengiva em excesso, pode ser utilizada até mesmo em casos severos de sorriso gengival cujas causas dão-se apenas pelo crescimento excessivo do tecido gengival

Gengivectomia Plástica Gengival
Gengivectomia: exame clínico é essencial para determinar a necessidade para remoção do osso que envolve raízes e coroas dentárias.

Enxerto de gengiva: recuperando a retração gengival – e outros problemas estéticos.

A retração gengival é a exposição inapropriada das raízes dentárias devido à migração das gengivas. Comum em adultos, a recessão gengival tem como causas principais a periodontite e o trauma às gengivas decorrente da pressão excessiva das cerdas de escovas dentárias durante a higienização dos dentes – e que frequentemente resultam em dentes sensíveis (dor), danos estéticos e dificuldade para remover restos alimentares e placa bacteriana. Para estes casos, a plástica gengival com enxerto gengival é um procedimento indispensável.

enxerto gengival tem várias funções na cirurgia plástica gengival. As principais são a mudança do biotipo tecidual – aumento de espessura em gengivas finas e delicadas – e estabilidade primária necessária ao reposicionamento estético de gengivas no tratamento da retração gengival.

Atualmente, novas técnicas de plástica gengival com enxertos trazem mais efetividade e simplicidade ao pós-operatório. O segredo para isto é a substituição de gengiva pelo tecido conjuntivo situado abaixo da mesma – uma técnica mais efetiva, simples e com riscos reduzidos para cicatrizes. O local mais utilizado para coleta de tecido conjuntivo é o palato, uma região com quantidade e espessura tecidual ideais para a cirurgia gengival estética associada a enxertos.

A maior eficácia na recuperação de gengivas retraídas não é o único objetivo da plástica gengival com enxerto gengival. Outra indicação é a mudança na arquitertura das gengivas localizadas ao redor de implantes dentários e próteses dentárias fixas – um procedimento essencial para pacientes cujas perdas dentários resultam em falhas ósseas por reabsorção.

A cirurgia plástiva gengival possui alternativas à utilização de enxertos provenientes do próprio paciente. Atualmente, tecidos biossintéticos ou oriundos de membranas obtidas a partir do plasma sanguíneo (PRF) estão disponíveis para melhorar a recuperação pós plástica gengival, e com pós-operatório mais simples.

Plastica Gengival Enxerto Gengival
Plástica gengival: no detalhe, remoção de enxerto gengival coletado do palato.

Recuperação.

recuperação da plástica gengival depende, principalmente, da extensão da área operada, do uso de técnicas para remoção de osso e o emprego de enxertos de gengiva. Procedimentos para alinhamento gengival por recorte tecidual simples, por exemplo, exigem cuidados pós-operatórios simples e que já podem ser eliminados já a partir do quarto dia do tratamento.

Por outro lado, o pós-operatório da cirurgia plástica gengival associada a enxerto de gengiva – ou tecido conjuntivo – pode exigir cuidados mais intensos que, em alguns casos, estendem-se por até duas semanas e restringem a higienização do local – temporariamente substituída por agentes químicos para controle da placa bacteriana. Os mesmos cuidados também podem acompanhar a plástica gengival com plastia óssea, um tratamento utilizado para alinhamentos mais intensos como na correção do sorriso gengival.

A restrição à alimentação rica em alimentos duros e a atividades físicas intensas não ultrapassa os três primeiros dias pós cirurgia estética gengival. Por outro lado, cuidados mais delicados são necessários à plástica gengival para recobrimento de raiz dentária exposta por recessão gengival associada a enxerto de tecido conjuntivo. Nestes casos, a dedicação do paciente com área operada representa quase 50% do sucesso final do tratamento.

Cuidados pós-operatórios.

A cirurgia plástica gengival exige cuidados pós-operatórios intensos em quase todas as técnicas utilizadas. Excessão disso, porém, é a gengivoplastia utilizada para alinhar gengivas em pequenas correções – situação em que as restrições são eliminadas passados três dias do tratamento.

plástica gengival sem enxerto:

✓ aplicar gelo de forma intermitente nas primeiras 6 horas passadas da cirurgia;

✓ utilizar medicações (antibióticos, analgésicos ou antiiflamatórios) quando recomendados pelo dentista;

✓ evitar atividades físicas intensas nas próximas 48 horas;

✓ não escovar o local operado nos 5 primeiros dias passados da plástica gengival;

✓ evitar a ingestão de alimentos duros ou resilientes nos 3 primeiros dias passados da cirurgia plástica gengival;

✓ bochecar agentes químicos deplacantes por 10 dias e aplicar gel com agente químico antibacteriano no local aplicado por 5 dias;

plástica gengival com enxerto

✓ aplicar gelo de forma intermitente nas primeiras 6 horas passadas da cirurgia;

✓ utilizar medicações (antibióticos, analgésicos ou antiiflamatórios) quando recomendados pelo dentista;

✓ evitar atividades físicas intensas nos próximos 5 dias;

✓ não escovar o local operado nos 14 primeiros dias passados da plástica gengival;

✓ evitar a ingestão de alimentos duros ou resilientes nos 7 primeiros dias passados da cirurgia plástica gengival;

✓ bochecar agentes químicos deplacantes por 21 dias e aplicar gel com agente químico antibacteriano no local aplicado por 14 dias;

Plastica Gengival Recuperação
Bochecho de agentes antiplaca é essencial para mantar a área operada livre de placa bacteriana.

Complicações são incomuns.

Complicações na cirurgia plástica gengival são incomuns. Apesar do pós-operatório que exige cuidados intensos para os procedimentos com enxertos de gengiva, os problemas mais frequentes são associados a insucessos nos resultados estéticos e funcionais do tratamento – como a perda do enxerto gengival ou a necessidade para uma segunda cirurgia para corrigir pequenos detalhes em plastias.

✓ deslocamento e perda do enxerto gengival;

✓ alinhamento e nivelamento gengival insatisfatório;

✓ inchaço e hematomas faciais em cirurgias extensas;

✓ incômodo doloroso no sítio doador do enxerto gengival.

Prós e contras: as situações não recomendadas ao tratamento.

As inúmeras indicações da cirurgia plástica gengival fazem do procedimento uma alternativa para harmonizar gengivas ou tratamentos associados como lentes de contato dental, facetas em porcelana e próteses dentárias fixas. Mas tamanha utilidade traz, também, com

✓ gengivas inflamadas;

✓ diabete não controlada;

✓ pacientes recente irradiados em terapias oncológicas;

✓ pacientes sem controle.

Cirurgia Plastsiva Gengival Pro E Contra
Contra-indicação: Tratamento prévio da gengivite e periodontite são obrigatórios na plástica gengival essencial estética.

Plástica gengival, antes e depois.

A simulação de tratamentos estéticos em odontologia são cada vez mais comuns. Exemplo disso são os procedimentos do tipo antes-e-depois para laminados cerâmicos do tipo lente de contato dental, faceta em resina ou porcelana, que podem ser realizados através de manipulações fotográficas ou diretamente sobre os dentes na técnica mockup.

Os mockups permitem visualizar resultados aproximados de procedimentos do tipo plástica gengival, antes de depois. Para isso, uma simulação confeccionada em resina acrílica ou silicone sobrepoem-se sobre os dentes naturais para que dentista e paciente possam observar a eficácia do procedimento cirúrgico. Outra técnica bastante utilizada para simular resultados de cirurgias plásticas gengivais são os protótipos construídos em modelos de gesso, uma forma mais simples e rápida para obsevar os resultados de procedimentos para alinhar ou nivelar gengivas.

Plastica Gengival Antes E Depois
Plática gengival, antes e depois: planejamento (foto) e simulações são essenciais para sorriso mais marcantes.

Cirurgia plática gengival: novas técnicas são menos invasivas.

A plática gengival engloba desde pequenas correções cirúrgicas por gengivoplastia até procedimentos complexos com gengivectomia e enxerto de gengivas para recuperação de gengivas retraídas e sorriso gengival. De fato, são inúmeras as variações técnicas atualmente disponíveis para o dentista especializado ou dedicado à harmonização gengival do sorriso – mas o mais importante sobre elas é que estão cada vez mais simples, menos invasivas e com recuperação mais rápida.

A correção do sorriso gengival com mínimos pontos é uma delas. Nesta técnica, é possivel redefinir o design de gengivas – incluído aí a remoção de tecido osso em excesso – sem uso de retalhos teciduais cirúrgicos. Para isto, o dentista conta com exames tomográficos dedicados para que as medições sejam precisas e a remoção de osso e gengiva seja reduzido ao mínimo necessário.

Faceta Dentaria Simulação

Gostaria de compartilhar em sua rede social?

É só clicar no ícone ao lado para compartilhar

Site criado pela Eriansoft - Todos os direitos reservados.