Nutrição e alimentos que previnem cáries dentárias

Alimentos Que Previnem Cáries Dentárias

O desequilíbrio na dieta tem efeito importante sobre os dentes, gengivas e a mucosa oral.  Os danos à saúde bucal provenientes do consumo desequilibrado de nutrientes – da desnutrição ao consumo excessivo de alimentos – são bem conhecidos da ciência odontológica. Estamos sempre atentos à relação entre o consumo excessivo de açúcar e a presença de cáries dentárias, ou às relações dos problemas gengivas com o desequilíbrio alimentar e também à grande disposição ao aparecimento de câncer bucal em pacientes com consumo de álcool e uso de tabaco, principalmente quando consumidos juntos.

Entretanto, faltam informações mais elaboradas sobre a relação de alguns alimentos na prevenção ou formação de lesões cariosas. Já que o hábito da alimentação mais equilibrada faz parte de uma considerável parte da população, então também é interessante conhecer um pouco mais sobre nutrição e a relação dos alimentos na prevenção, causa ou ação coadjuvante na formação das lesões cariosas.

Os alimentos que podem prevenir o aparecimento de cáries dentárias.

A natureza sabe muito bem o que faz. A grande maioria dos alimentos encontrados “in natura” não provocam cáries dentárias, e isso independente da qualidade de nossa escovação. Como a natureza não imaginou que os homens um dia pudessem processar os próprios alimentos, elaborou alimentos que podem ser consumidos sem maiores preocupações. Na verdade, alguns deles até são anti-cariogênicos. Vejamos quais são eles:

• Grãos integrais

Por produzirem baixa fermentação após ingeridas e  possuírem grande quantidade de magnésio – que é importante para a saúde dos ossos e dos dentes, e também pela grande presença de complexo B, importante para a saúde das gengivas e periodonto.

Alimentos Que Previnem Cáries
Alimentos que previnem cáries : arroz e grãos integrais.

 

 

• Alimentos probióticos

Iogurte, leite fermentado e queijo cottage são alimentos os principais derivados do leite que ajudam a combater as cáries. Além de estimularem a salivação, possuem grande quantidade de cálcio e fósforo,  importantes no combate à formação e desenvolvimento inicial das cáries dentárias.

Dê preferência ao leite e iogurte desnatados por conterem pouca quantidade de gorduras.

Alimentos Que Previnem As Cáries Queijos
Alimentos que previnen as caries : queijo cottage.

 

 

• Frutas, fibras e hortaliças

Assim como os alimentos probióticos, as frutas aumentam o fluxo de saliva, o que por sua vez aumenta as defesas minerais que combatem a formação das cáries e que também pode ajudar a reverter a presença das cáries no seu estágio inicial. As frutas que são grande fonte de fibras são as mais eficientes no combate às cáries dentárias, como o damasco, uva passa e figo, e também as frutas frescas como banana e maça.

Outras opções são as leguminosas como o feijão e ervilhas, mas uma menção honrosa no quesito prevenção deve ser dado ao amendoim e às amêndoas, que possuem todas as vitaminas, minerais e propriedades químicas essenciais na prevenção de cáries dentárias.

Alimetos Que Previnem As Cáries 1
Alimentos que previnem as cáries.

 

Os alimentos cariogênicos que são os grandes vilões da sua saúde bucal

Alguns alimentos merecem uma atenção mais do que especial na prevenção das lesões cariosas. Os nutricionais possuem algumas classificações para os grupos de alimentos, como a divisão dos açúcares em intrínsecos e extrinsecos. Para uma compreensão mais fácil, divido os alimentos em naturais e processados. Os naturais são aqueles encontradas em sua forma “in natura”, e os processados são aqueles que necessitam da ação humana para transformação desses alimentos.

Alimentos Que Previnem A Cárie Dentária
Alimentos que previnem cáries dentárias : alimentos ultra-processados são responsáveis pela maioria das lesões cariosas.

 

 

Deficiência nutricional em crianças

As crianças podem apresentar problemas no esmalte dentário – a parte mais superficial e resistentes dos dentes, devido à deficiências nutricionais no período pré-eruputivo, que é o período aonde o dente começa a se formar dentro dos maxilares das crianças, anterior ao aparecimento dos dentes à cavidade oral. Além de problemas como o aparecimento de manchas esbranquiçadas, também podem estar presentes crateras de ausência do esmalte dentário, ou danos mais severos como a má formação anatômica dos dentes afetados. O tratamento vai depender da severidade dessas alterações, que pode ir desde uma higiene oral mais elaborada à necessidade, em último caso, de restaurações ou até mesmo de próteses dentárias.

Relação entre o consumo de álcool com o câncer bucal e as cáries dentárias.

A maioria dos pacientes já ouviu falar da alta prevalência de câncer bucal em pacientes  tabagistas. Isso acontece porque no tabaco estão presentes dezenas de substâncias químicas potencialmente indutoras de lesões cancerígenas na mucosa oral. Quando o consumo de tabaco está associado ao consumo frequente de álcool a predisposição ao aparecimento de câncer nesses pacientes aumenta consideravelmente, já que o álcool aumenta a permeabilidade das células para a  entrada das substâncias cancerígenas presentes no tabaco.  O sinergismo da associação dessas duas substâncias é responsável por quase 80% de todos os casos de câncer na cavidade bucal.

O paciente etilista também é mais suscetível ao aparecimento de lesões cariosas.  Isso porque o álcool, devido ao seu efeito diurético, diminui a salivação do paciente, deixando os dentes desprotegidos da ação protetora contra as cáries dentárias exercida pela saliva. Além de atuar como substância limpante dos dentes, na saliva também estão presentes elementos químicos que combatem o aparecimento e progressão das lesões cariosas.

A deficiência nutricional em adultos e as doenças gengivais.

Existem deficiências nutricionais que produzem efeitos sobre a mucosa oral e as partes da gengiva e osso que suportam os dentes. Embora a deficiência nutricional não possa causar, por si só, essas alterações, ela produz alterações nas gengivas que facilitam o aparecimento dessas alterações.

• Cálcio :

Uma dieta com baixo teor de cálcio presente, segundo algumas pesquisas, é um fator de risco para o aparecimento de lesões periodontais, um tipo mais severo e destrutivo de doença gengival.

• Vitaminas :

A deficiência das vitaminas na dieta alimentar, principalmente as vitaminas A e B,  pode contribuir para a hiperqueratose do epitélio gengival, formação de bolsas, reabsorção de cementos e alterações ósseas. E, em especial, para as alterações referente à baixa concentração de vitamina B na dieta, que podem ocasionar lesões nos cantos dos lábios ( quelite angular ),  atrofia das pontas das pailas gengivais, glossites e estomatites.

Fatores importantes que influenciam a ação dos alimentos cariogênicos. 

a presença de cáries dentárias é indício de que a placa bacteriana esteve aderida a essas cavidades”

De uma forma mais simples, devemos pensar que não apenas os alimentos que contém um grau elevado de amido e açúcar são os responsáveis pela formação de cáries. Dois pontos importantes para entendermos um pouco melhor o risco de formação de cáries :

O tempo que esse alimento passa retido em boca é fundamental. Já foi provado que batatas fritas podem provocar mais cáries que uma barra de chocolate de mesmo peso, simplesmente porque a batata fica presa aos nossos dentes por um período bem maior do que o chocolate fica.

A frequência com que os alimentos cariogênicos são ingeridos é muito importante. Pessoas que ingerem balas e cafezinhos açucarados sabem muito bem o transtorno da visita frequente ao cirurgião-dentista. Uma única barra de chocolate contendo 100 gramas, consumida em um mesmo momento, causa bem menos lesões cariosas em um mesmo indivíduo que consome, por exemplo, 10 balas com 5 gramas ao longo do dia. Isso porque as lesões cariosas não são exatamente dependentes da quantidade de açúcar que uma pessoa consome, já que as bactérias presentes na placa bacteriana precisam de uma pequena quantidade do açúcar ingerido para iniciarem o processo de desmineralização da superfície dentária a que está aderida.

Por fim, o equilíbrio e a mudança de hábito como fator importante para a prevenção das caries dentárias

Como para quase tudo na vida, as mudanças no hábitos são sempre fatores chaves para o sucesso.  As mudanças de hábito não necessitam de grandes ações para fazerem parte de nossas vidas. Ao contrário, o hábito torna-se parte do dia-a-dia quando é lentamente introduzido em nossa rotina. Poucos hábitos, quando acrescentados em nosso estilo de vida, possuem o poder de transformação bem maior do que àqueles aos quais os hábitos se propõem a modificar. Como uma medicação homeopática, pequenas doses de mudança em nossas rotinas são suficientes para transformar uma pessoa.

Introduza hábitos alimentares aos poucos, quem sabe uma fruta nova em determinado período do dia, ou a remoção de um carboidrato desnecessário no final da tarde. Essas pequenas atitudes são grandes incentivos para mudanças de grande impacto. Tente !

Gostaria de compartilhar em sua rede social?

É só clicar no ícone ao lado para compartilhar

Site criado pela Eriansoft - Todos os direitos reservados.