COMO TRATAR A RAIZ EXPOSTA DO DENTE?

Raiz Exposta2

A raiz exposta é uma condição periodontológica na qual ocorre retração gengival com exposição da raiz do dente. Como a raiz não é recoberta por esmalte, a dentina, que é um material poroso, acaba por expor as terminações nervosas da polpa aos estímulos externos.

Assim, frio, calor, alimentos, principalmente os doces, provocam dor, caracterizando os chamados dentes sensíveis, que chega a atingir 1 em cada 4 adultos. Aqui então, vamos saber quais os tratamentos disponíveis e quais as diferenças entre eles.

O QUE CAUSA A RAIZ EXPOSTA?

Para que haja exposição da raiz do dente, a gengiva precisa estar retraída, mas esse processo pode ser induzido por diversas outras doenças. A escovação incorreta, com escovas muito duras ou com muita força, pode lesar a gengiva, que, após um processo inflamatório crônico, sofrerá retração. A placa bacteriana age pelo mesmo processo, uma vez que induz um processo inflamatório gengival. Além disso, há causas anatômicas, como a inserção alta dos freios labial ou lingual que também podem provocar a retração.

O QUE FAZER PARA EVITAR OU TRATAR?

É preciso procurar um dentista, que é quem fará o diagnóstico e será capaz de determinar a causa do processo. Só assim, o profissional poderá determinar o melhor tratamento.

A melhor maneira de se tratar a retração gengival é, na verdade, prevenindo seu acontecimento. Use escovas macias e seja delicado na escovação. Não deixe de usar fio dental regularmente e de fazer visitas periódicas ao dentista para limpezas, garantindo dentes livres de placa bacteriana.

ESCOVA ESPECÍFICA

A raiz exposta do dente causa uma sensibilidade acima do comum, para a escovação deve ser utilizada uma escova ultra macia que não machuque os pontos sensíveis e ainda assim seja efetiva na remoção e no controle do biofilme dental. A Special Care da TePe cumpre todos os requisitos acima.

FLÚOR

O flúor também é muito importante, uma vez que ele favorece a deposição de esmalte sobre a dentina exposta, o que irá reduzir a dor e protegê-la de cáries. Pode ser utilizado no próprio creme dental, no antisséptico ou em um gel especial aplicado com moldes bucais por 3 a 5 minutos.

ALIMENTAÇÃO

A ingestão de água ou leite após alimentos ácidos também auxilia nesse efeito protetor. Recomenda-se que a escovação não seja feita imediatamente após a alimentação, já que a acidez da comida deixa o dente mais sensível ao desgaste provocado pela escova.

SELANTE

Também é possível aplicar um selante sobre as regiões expostas, como um vernix de flúor, que irá ajudar a mineralizar o esmalte e a dentina, ou um agente fixador, material usado em restaurações de cáries, que irá impermeabilizar os poros da dentina, impedindo a dor.

LASER

Há alguns lasers terapêuticos no mercado que agem sobre a dentina exposta e reduzem sua sensibilidade

TRATAMENTO DE CANAL

Em casos mais sérios, é possível ainda realizar um tratamento de canal, no qual a raiz nervosa do dente é retirada, impedindo um novo estímulo de dor. Essa técnica precisa ser combinada com outras que protegerão a dentina de cáries mas resolve completamente o sintoma de dor.

ENXERTOS DE TECIDO CONJUNTIVO

É uma cirurgia na qual um pedação de mucosa de outra região é transferido para o local de lesão, recobrindo a área exposta e resolvendo definitivamente o problema.

Deu para perceber que embora a raiz exposta incomode bastante no início, há diversos tratamentos que podem facilitar a sua vida, seja reduzindo a dor ou protegendo de futuras cáries. Assim, faça visitas regulares ao dentista, mantendo-o a par de seu quadro e de seus sintomas, e discutindo as melhores opções de tratamento disponíveis para o seu caso. É muito importante também seguir as orientações dietéticas e de escovação para evitar que a raiz de outros dentes também se tornem expostas e o problema retorne.

Gostaria de compartilhar em sua rede social?

É só clicar no ícone ao lado para compartilhar

Site criado pela Eriansoft - Todos os direitos reservados.